Amigurumi: os bichinhos de crochê japoneses

Amigurumi: os bichinhos de crochê japoneses

Anel mágico

Amigurumi é uma técnica japonesa que cria bonecos e/ou personagens feitos de crochê ou tricô. Também se havendo criação de outros objetos além dos mencionados.

Tornou-se popular Japão, que também cresceu ao redor do mundo. Vários países passaram a divulgar “receitas” em blogs e fóruns, muitas vezes gratuitamente, para que todos pudessem aprender.

O Brasil também ganhou fãs da técnica japonesa e hoje em dia temos não só blogs que divulgam receitas, mas também cursos presenciais ensinando a técnica, além de canais no YouTube dispostos a dar aulas de passo-a-passo para quem quer aprender.

 

Como o Amigurumi surgiu no Japão?

A técnica do Amigurumi surgiu nos anos 80, acompanhando o mercado da famosa Hello Kitty. Bastante procurada, principalmente pelo público feminino, logo houve um crescimento pelo desejo de objetos mais fofos daquele estilo.

Com isso, revistas japonesas com grande público feminino passaram a publicar receitas de como criar um amigurumi.

Foi apenas em 2002 que foi criada a primeira Associação Japonesa de Amigurumi, devido a sua crescente popularidade.

 

O que significa a palavra Amigurumi?

 

Pokemon Vaporeon versão baby (Receita oficial de 53 Stitches)

Amigurumi (あみぐるみ)

“Ami” (編み) possui vários significados, entre eles, “tricô”, “malha” ou “trançado” e “Nuigurumi” (ぬいぐるみ) significa “bicho de pelúcia”. Ou seja, Amigurumi significa literalmente “bichos de pelúcia de tricô”.

Apesar da tradução ao pé da letra, o amigurumi pode ser feito de crochê ou tricô. Sua popularidade, porém, é muito maior com o crochê.

Mas não se engane achando que basta ter uma agulha de crochê e linha para criar um amigurumi. Outros materiais são usados, como enchimento, que normalmente são de fibra siliconada. Os olhinhos podem ser de feltro, mas também são utilizados botões com trava de segurança, muito utilizados em bichinhos de pelúcia para crianças, por exemplo.

Os amigurumis não tem um tamanho específico, mas geralmente possuem entre 10 e 30 centímetros. Há vários outros tamanhos e sempre alguma novidade mais encantadora do que a outra.

 

Parte de trás do pokemon Vaporeon versão baby

 

 

Como começar um Amigurumi?

No Japão já é bastante comum livros que ensinam o passo-a-passo de um personagem específico que você pode encontrar em livrarias. Inclusive, em São Paulo, no bairro da Liberdade, há uma livraria com uma parte apenas para livros relacionados a amigurumis (em japonês, é claro).

Mas não se preocupe, com a popularidade da técnica e com a criatividade alheia, nós já temos várias patterns (as famosas receitas) disponíveis na internet (às vezes de graça), em pdf ou ebook, que ensinam a fazer os mais variados bichinhos.

Claro, não vou falar que é fácil fazer um amigurumi, principalmente para quem está começando do zero e não conhece nada de crochê. Porém, vou ressaltar que não é impossível e, como tudo na vida, é apenas uma questão de prática.

Por exemplo, esses corações foram uns dos primeiros que nós fizemos e estão cheios de erro, mas se formos refazê-los agora, que possuímos mais prática após treinar, as chances de saírem mais bonitos e serem feitos pela metade do tempo são muito maiores.

 

Chaveiros de corações

 

O próximo post da nossa categoria “Artesanato” será sobre os materiais e onde adquirir tudo que você precisa ter caso queira começar a se aventurar nesse mundo dos amigurumis.

Se você já está familiarizado com o crochê e quer aprender um pouquinho, nós vamos disponibilizar em breve um post sobre a criação de uma esfera, que é basicamente uma das formas mais usadas para se começar um amigurumi.

Não perca nenhum post dessa nova categoria!

Ah! E não se esqueça de votar na nossa enquete na página principal dizendo o que você prefere: venda de ebooks ensinando a fazer um amigurumi, o próprio amigurumi pronto para comprar ou os dois? 😉

 

Fonte: Japão em Foco e Wikipedia

Compartilhe

Deixe uma resposta

Fechar Menu